sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Certa vez

Me faltaram trinta centavos para eu poder pagar a passagem do ônibus.

Desde então, não saio de casa sem ter certeza de que o dinheiro dá pra pelo menos três passagens, comprar algo pra comer, mais uma reserva de pelo menos trinta pilas (a reserva pode ser maior dependendo do rolê). Fora isso, sempre levo alguma coisa pra comer e não saio de casa sem comer primeiro. Posso precisar do dinheiro do lanche pra outra coisa.

Assim que alguns centavinhos podem desencadear uma série de paranóias auto-preventivas. Me pergunto se eu seria assim se eu tivesse decidido andar a pé naquele dia. E eu esqueci minha colher na casa do Alan, droga.

BTW, Feliz ano novo!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Shounen Heart - Nomes das Shoujos

Continuando o antepenultimo post em que eu expliquei minhas escolhas pro nomes dos garotos em Shounen Heart, agora vou listar os nomes das meninas.

Quando trouxe as meninas do Shinobi Heart pro Shounen Heart, eu me senti na liberdade de fazer muitas mudanças - mesmo - em seus projetos, tanto que elas foram mais "reformuladas" do que "recicladas", como os meninos - inclusive, a Hana que no Shinobi Heart era adulta aparece aqui como criança; e a Sammy não tem contraparte Shinobi.

E com essa "liberdade de criação auto-acrescida" que eu me dei, eu resolvi dar um tema aos nomes das Shoujos (porque sim, antes que me perguntem) e o que eu fiz foi incluir, no nome ou sobrenome de cada uma, uma referência a uma estação do ano diferente.

So, let's get it started!

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Haruka
O nome da Haruka foi o primeiro escolhido. Ela deveria originalmente se chamar Kika (em homenagem a uma colega minha que eu não vejo há algum tempo) na qual eu baseei seu desenho e aparência. Mas então, decidi fazer umas pequenas mudanças na personagem, inclusive no nome. Em Shounen Heart, Haruka é a prima do Rinkashi, então o sobrenome dela naturalmente também é Kudamono (significa Fruta). Então, eu alterei o prenome de "Kika" para "Haruka", que originalmente significa "distante", mas no caso dela, "flor de primavera" (sendo que Haru significa primavera). Kika passou a ser um apelido usado por Rinkashi (desses que só ele usa, mas no caso dela não é uma tentativa falha de apelidar, e sim um apelido carinhoso usado desde que os dois aprenderam a falar). Haru-chan é o apelido usado entre as outras meninas e pelo Tushido (Roks e Trevor costumam chamá-la "Haru" ou "Haruka" mesmo).

Haruka Kudamono: はるか くだもの
Haruka: Flor da primavera 春花
Kudamono: 果物 Fruta
Kika: キカ
Haru-chan: はるちゃん

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Miyuki
A Miyuki foi a Shoujo que menos teve modificações entre as mudanças das séries, e eu continuei usando seu nome em Shinobi Heart por motivos óbvios: significa "linda neve", e como ela vem a ser a representante do inverno, e seus poderes são relacionado a água e gelo, combinou perfeitamente.
O nome Miyuki foi escolhido pela Priscy quando eu pedi a ajuda dela para montar a personagem pro Shinobi Heart, que era usuária do Estilo Gelo.
Para o sobrenome, eu escolhi "Fuyuzora", que significa "céu de inverno", para reforçar ainda mais a idéia de inverno no nome. Como ela não tinha um sobrenome pré-definido, esse foi escolhido com mais cuidado, sem precisar sair por aí caçando kanjis e etc.
O apelido comumente usado entre os amigos é Yuki; o Rinkashi usa "Mimi-chan", que ela intimamente adora.

Miyuki Fuyuzora: みゆき ふゆぞら
Miyuki: 美雪 = "Linda Neve"
Fuyuzora = 冬空 Céu do Inverno
Mimi-chan: ミミちゃん
Yuki-chan: ゆきちゃん

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Hanami
O nome da Hanami foi escolhido por ser bonitinho e só. Mentira.
Como a personagem da Hanami foi baseada em muitos aspectos na Juju, eu escolhi chamá-la inicialmente Hannah, que é um nick que a Ju usava antigamente. Com o tempo resolvi simplificar para Hana, e depois decidi adicionar o 'mi' final porque ia ficar bonitinho.
Depois de um tempo, descobri que "Hanami" significa "olhar as flores"; é um festival japonês tradicional, e a Hana foi nomeada em homenagem a um desses, por ter nascido no dia em que estava ocorrendo. Ainda preciso pesquisar mais sobre o festival pra dar detalhes definitivos, mas essa é a idéia principal.
O nome do meio dela, que é o sobrenome da familia da mãe (japonesa), é Momiji, que significa "cores do outono". Eu escolhi esse sobrenome porque eu percebi que não tinha nada no nome dela para indicar que ela representaria a estação do outono.
O sobrenome dela é Scotch, porque a familia do pai veio da Escócia.
Como ela nasceu na Inglaterra, seu nome não segue o padrão japonês de nome (sobrenome+prenome) mas sim um ocidental (prenome+sobrenome da mãe+sobrenome do pai).
Hana não ganhou um apelido de Rinkashi porque ela jurou arrebentar-lhe o nariz se sequer tentasse.

Hanami Momiji Scotch: はなみ もみじ スコッチ
Hanami = 花見 Olhar as Flores
Momiji = 紅葉 cores do outono
Scotch = スコッチ (Escocês)
Hana-chan: はなちゃん

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Sammy
Como já foi dito anteriormente, a Sammy não tem contraparte no Shinobi Heart, então seu personagem, assim como seu nome, foram tirados mais do zero, sem ter outra coisa pra eu me basear. Isso se deve principalmente a três motivos:

a) Eu não tinha muitas mais kunoichis para me basear; e as que sobraram não tinham poderes adaptáveis ao Shounen Heart, ou eram repetidos, ou não dariam certo pois confundiriam a história (por exemplo, eu não poderia ter usado como base a mãe do Trevor).
b) Eu queria mesmo começar do zero para me dar um pouco de liberdade de criação. É bom porque ajuda a 'relaxar' do processo de reciclagem dos outros personagens
c) Porque eu estava a fim de desenhar uma menina ruiva de cabelo curto. Porque eu gosto. É porque o desenho é meu e eu que mando nessa p0##@.

Então eu nem compliquei muito, e, como a estação referente a ela seria o verão, eu nem pensei muito e cheguei a conclusão de que o sobrenome deveria ser SUMMERS. Então, escolhi um prenome que combinasse: Samantha. E pronto, está formado. :D

Samantha Summers
Samansa Samaasu: サマンサ ・サマース
Samantha = O Divino Escuta
Summers = Verões
Sammy: サミー

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Coletânea de sub-pensamentos nº 16

Excepcionalmente um pouco maior dessa vez, just because

  1. É muito fácil combinar preto com preto
  2. Digamos que as pessoas desagradáveis vêm em grupos de dez, *sem conclusão*
  3. Cerimônia de desassociação molecular transitiva indireta
  4. MJ. Deve significar Minas Jerais. (Era Michael Jackson~)
  5. A Rita Lee... é tipo um Ozzy Osbourne, só que mais brasileiro e feminino (ou não)
  6. Realmente a *esquece*
  7. É o mershan.
  8. O fato de eu não ser um Power Ranger sempre me deixou muito inseguro
  9. Aqueles gato carecas... não soltam pelo
  10. Não se ensina truques novos para um cachorro usado
  11. Que dia é hoje? Vinte e terça

sábado, 25 de dezembro de 2010

Shounen Heart - Nomes dos Shounens

Hm... feliz Natal? xD

Well, fiz uma lista dos nomes dos oito principais personagens da minha série original, Shounen Heart. Estou listando abaixo com as explicações sobre significados e tudo para fins de registro e possíveis correções/sugestões/opiniões :)

Rinkashi
O nome do Rinkashi foi o mais difícil de todos para conseguir; pra começar, o nome "Rinkashi" saiu de uma brincadeira de internet conhecida como "Ninja Name" (que foi incorretamente levada ao orkut como 'nome japonês'), enfim, a brincadeira constituía em substituir letras do seu nome por sílabas respectivas; meu nome ninja ficou Rinkashimikutamo, que eu separei em Rinkashi Kutamo e mais tarde em Rinkashi Kudamono, porque a palavra "kutamo" simplesmente não existe em japonês e não dá pra formá-la com kanjis sem resultar num significado bizarro (como 'nove campos de lentilhas d'água' ou algo do tipo). "Kudamono", (sugerido pelo meu professor de matemática, Takahisa-san) por sua vez, significa fruta. Bem simples e aplicável, e eu ainda ganho um apelido pejorativo pro Rinkashi pra quando ele dialoga com rivais ou inimigos (tipo chamarem ele de 'frutinha'; isso foi idéia do Capelo)
O nome 'Rinkashi' também não possui um significado coerente logo de cara, mas eu resolvi mantê-lo, juntando os kanjis Rin (fósforo) e Kashi (carvalho); logo, Rinkashi significa "carvalho de fósforo", que ainda é um nome confuso mas ao menos tem uma fonética lógica. A escolha do nome é justificada pelo fato de os pais quererem algo que lembrasse fogo, combustão e energia (fósforo) e ao mesmo tempo lembrasse sabedoria e base sólida (carvalho).
Como Rinkashi nasceu na Inglaterra, seu nome é escrito de forma ocidental, com o prenome antes do sobrenome.
Rinkashi possui dois apelidos: Rinks, usado pelos seus colegas, que eventualmente é confundido ou estilizado como 'Links'; e Kashi, apelido usado em casa, visto que seu pai não consegue pronunciar Rinks adequadamente, por ser japonês.

Rinkashi Kudamono: リンカシ くだもの
Rinkashi = 燐樫 Carvalho de Fósforo
Kudamono = 果物 Fruta
Rinks: リンックス
Kashi: カシ

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Tushido
Originalmente, o nome do Tushido também veio com o jogo do Ninja Name; no caso, o escolhido para dar o nome a ele foi o K-2, que se chama Bruno; logo, o nome ninja do Bruno é Tushidotomo.
Separando as palavras e temos Tushido Tomo, perfeito, uhu.
Exceto por um detalhe: não existe a sílaba "tu" na língua japonesa. O equivalente soa como "tsu". Então eu tive que fazer uma pequena adaptação e "Tushido" tornou-se um apelido; o nome de batismo dele tornou-se "Matsushidō", mas por preguiça eu estilizo sem o macron (o traço em cima do O final) então fica Matsushido mesmo. Inicialmente, também não é um nome japonês comum; mas Shidō é eventualmente utilizado, significando "Quatro Caminhos"; Matsu significa pinheiro, então junte-se os dois e temos "Matsushido", Quatro caminhos de pinheiros. Eu achei interessante que ele também tenha uma árvore no nome, pois combina com o nome de Rinkashi, seu melhor amigo desde sempre. A parte dos 'quatro caminhos' no nome é uma tradição na familia, sendo presente também nos nomes de seu pai e avô.
O sobrenome "tomo" é uma palavra simples que significa "amigo". Pelo fato de Tushido ser bem amigável, o nome caiu bem e foi mantido.
Além de Tushido, há o apelido Tush, que não passa de reducionismo de Tushido; é interessante notar que "Tush!" é uma expressao inglesa que pode significar "Minha nossa!" ou "Ora!" que casam com a imprevisibilidade do personagem. Eu não podia ter pedido um apelido melhor xD
O apelido Tush é escrito de forma errada em katakana por questões de estilo.

Matsushido Tomo: 松四道とも
Matsushido = 松四道 Quatro Caminhos de Pinheiros
Tomo = とも Amigo
Tushido = トゥシド
Tush = トゥシ

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Roks
O nome do Roks foi um pouco difícil de montar o significado. Pra começar, porque em Shounen Heart ele é de familia alemã, e eu conheço pouco da língua alemã, então tive que me virar para arranjar um significado coerente.
Pra começar, o apelido "Roks" foi escrito por pura questão de estilo e capricho; vem ainda da época do Shinobi Heart, em que seu design foi baseado no meu amigo Rodrigo de Castro, que eu chamava de Rocs só porque é mais legal do que Rodrigo. Com o tempo eu troquei o C por K porque o K é mais legal que o C também.
Quando foi reciclado pro Shounen Heart, o Roks perdeu um pouco das característica do Rodrigo (principalmente por ser meio fechado) pra ganhar algumas do Capelo, inclusive a origem alemã. O sobrenome Hatten vem de uma tentativa falha de tentar adivinhar o sobrenome do Capelo, em que eu chutei "Hattenberg", que eu havia ouvido em algum lugar.
O problema principal veio em escolher um nome decente pro Roks, já que "Roks" obviamente não é uma palavra alemã e muito menos um nome. Depois de vagar um pouco na internet eu achei uma cidade alemã que se chamava Röcken. E depois descobri que Hatten é o nome de outra cidade (aparentemente Hattenberg por sua vez quer dizer "Montanha em Hatten", simplesmente).
No final decidi deixar como nome dele simplesmente "Röcken Hatten"; a explicação lógica é que, sendo de uma família alemã originária de Hatten, o nome da cidade foi preservado como sobrenome pela família. Röcken seria a cidade natal da mãe dele, que escolheu por batizá-lo em homenagem a mesma.
O apelido "Roks" foi inventado por Rinkashi, e foi o único que pegou (Rinkashi tem a mania de inventar apelidos que só ele acaba usando).

Röcken Hatten: ロッケン・ハッテン
Roks: ロックス

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Trevor James
Por ser o único personagem masculino com nome puramente inglês até aqui, o nome do Trevor foi o mais fácil de ser concebido.
A começar, o personagem foi baseado no meu amigo Thiago; o personagem em Shinobi Heart era um ninja das trevas, e o Thiago sugeriu o nome Trevor por lembrar trevas, simplesmente. Até então, ele não tinha sobrenome. Eu escolhi James por ser a versão inglesa do nome Thiago - simples assim. É meio engraçado notar que o nome Thiago fica tão diferente quando traduzido pro inglês, mas a explicação é que se origina do nome "Jacó" ou "Jacob". Não por menos, eu chamo meu amigo Thiago de Jay até hoje simplesmente por esse fato, e resolvi 'traduzir' esse hábito na história, onde Rinkashi costuma chamá-lo de Jay (sendo o único a fazer isso, porque como de hábito o apelido não pegou).
O significado de Trevor, apesar de parecer relacionado com Trevas, na verdade é "grande determinação"; o que é irônico pois o Trevor é muito receoso, mas essas ironias são bem interessantes até.
James significa "aquele que substitui". Substitui não sei o quê, mas achei interessante porque em Shinobi Heart o Trevor-ninja é substituído por alguém ainda mais cruel quando deixa o lado negro :)
Além de Jay, o Trevor é chamado às vezes de Trevs, o que é considerado um 'apelido ocasional'

Trevor James =トレヴァー・ジェームズ
Trevs: トレヴズ
Jay: ジェイ


Eu ia colocar também
o nome das meninas, mas esse post já está muito grande, então vou colocar em um separado mais pra frente. Se pá eu também faço uma ilustração porque essa pesquisa toda me deu várias idéias xD

Sore Ja o/

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Dez Coisas Sobre Mim

Marcelo Quejinho...

... está de saco-cheio de auto-afirmações e quando as lê acha ridículas;
... gosta de miojo mas está enjoando do sabor tomate;
... não tem metas nem planos, e não me enche o saco;
... está decepcionado com o sistema público de ensino;
... cansou de 'cabecismos' e coisas afins;
... nesse ano aprendeu que realmente não gosta de poesia (exceto uma ou outra);
... tem acessos de angústia sem motivo aparente;
... só queria dormir mais um pouco;
... odeia o calor e se pudesse viveria num outono eterno;
... realmente não anda tão depressivo quanto parece nos textos do blog.

Dez coisas sobre mim, que está relacionado ao post do Nathan no Hipocrisia Contraditória.
É o que também vou pedir para os amigos listados abaixo:

K-2/Cadoislogismo (mesmo já sendo taggado pelo Nathan)
Capelo/Cabana do Capelo
Julia/Jyu's Life
Ana Sanches/É porque é
Luiza/Lulu is always in the sky
d'Arc/Walking The Way Home

Edit @ Jan 01, 2011
Mudei a lista de taggados colocando alguns que queriam fazer e tirando alguns que nem viram


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cheiro de Peido

Já procurou "cheiro de peido" no Google Imagens?

"Fedor de peido" também funciona riariaria xD

Dica do Capelo, que ouviu do Pato, que deve ter ouvido do Yuri-dono


sábado, 18 de dezembro de 2010

Faz Sentido

Faz tanto sentido quanto o sentido horário;
que faz muito mais sentido que o horário de verão;
que faz tanto sentido quanto o sentido anti-horário;
que não faz sentido nenhum porque é no sentido contrário.

Moral da história: horário de verão sux

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Passarinho, passarinho


Eu tava lá, na minha, relex. Saí na porta do escritório, era um dia de chuva, o serviço agitado mas parado naquele momento.

A chuva estava indo embora. O ar ainda estava úmido, os supostos 'alagamentos' que invadiam as calçadas não estavam mais lá. Então eu olhei pra cima e vi, nas linhas de eletricidade, o primeiro passarinho a sair depois do tempo ruim.

VGA FAIL

E, olha só, que bonitinho. O passarinho ali, em sua simplicidade efêmera, começou a me dar lapsos de inspiração. A cena era tão simples e bonita.
Eu fiquei adimirando, pensando o que fazer, um desenho, talvez escrever alguma coisa, de algum jeito eu tinha que botar essa inspiração pra fora.

Aí ele cagou.

É.

...


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Coletânea de sub-pensamentos nº 15

  1. Calças jeans são obtusas.
  2. Nossa música não tem rim
  3. Mês que vem começa numa quarta-feira, COMO ISSO?
  4. Ninguém nunca morreu por causa da frieira dos outros
  5. Será que a Cleo tem uma contraparte no Sentai?
  6. I'll be busy being a jerk
  7. O Sol teima em ficar à minha esquerda
  8. Como as calculadoras enxergam?
  9. Eu acharia ruim se eu não achasse legal

domingo, 12 de dezembro de 2010

Este é o Urso(lino)

Só pra registrar nosso afeto pelo Ursolino e tal.
Evento: AnimeDreams 2010 (em janeiro)
Eu ia botar uma censura no palavrão mas naaaah.


video

Eu nunca joguei Colheita Feliz

domingo, 5 de dezembro de 2010

Enigma

(Falta de postagens causada pelas recuperações e pela falta de vontade crescente de usar a internet. Tô estudando sim, viu? e.e)

Capelo: É o seguinte, você entra numa sala, a sala está vazia e tem um homem enforcado com uma poça de água em baixo dele. Como você explica isso?
Quejinho: Hm... a poça de água é muito grande?
Cpl: Sim.
Qjn: Além disso aí a sala tá completamente vazia?
Cpl: Sim.
Qjn: O homem está desidratado ou algo do tipo?
Cpl: Indiferente.
Qjn: O material da corda é importante?
Cpl: Não.
Qjn: Bom, então é o seguinte: o maluco tava lá na sala dele, que tava vazia pra não molhar tudo porque tava dando goteira (isso explica o chão molhado). Aí ele, que não tinha uma escada (afinal não tinha mais nada na sala) tentou chegar ao teto usando uma corda, pra consertar a goteira. Aí ele se enrolou, se prendeu na corda, e acabou acidentalmente morrendo enforcado.
Cpl: Claro que não o.o
Qjn: Que foi então?
Cpl: Uma escada de gelo.
Qjn: AH?

(Minha explicação ainda foi mais convincente. u.u)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Isqueiro

video

óóóóóó

Coletânea de sub-pensamentos nº 14

  1. Eu não corro mais rápido que um zord.
  2. E então ele descobriu o fantástico mundo dos downloads
  3. Doritos é o ópio do mundo
  4. Sempre que tem árvore de natal no filme é porque é Natal
  5. Qual é o gerúndio do presunto?
  6. Isso é o que eu chamo de pseudointelectualidade barata de merda.
  7. Mas restaurantes trabalham com fogo! E ainda têm esses butijões de gás inflamável?
  8. Eu nunca fui um bom DJ.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Oitenta minutos andando na chuva

...te fazem pensar

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Eu cresci meio que me reprimindo. Sabe, até em coisas pequenas, nunca me esforçava ao máximo nos video games porque não gostava de ver os outros perdendo. Nunca me esforçava para ser o primeiro em alguma coisa, por achar que outros ficariam melhor em tal condição. Nunca me poupei de emprestar coisas, mesmo que meus coleguinhas não tomassem uma droga dum cuidado.

E, conforme eu fui crescendo, fui sentindo o peso dessa auto-repressão que eu colocava a mim mesmo.
Cresci como uma pessoa realmente muito conformada. Tudo sempre esteve muito bom do jeito que esteve. Nunca precisei me esforçar muito, nunca precisei lutar por alguma coisa. E isso só serviu pra me deixar mais e mais acomodado.

Então eu aprendi que não é bem assim, e tive que enfrentar alguns obstáculos que apareceram de repente. E foi assim que eu percebi que as coisas não eram tão cômodas como eu estava acostumado. E esse impacto foi, em grande parte por causa da minha já presente negatividade, negativo. Eu comecei a duvidar cada vez mais da minha capacidade. Do meu potencial. Do meu talento.

Perdi amigos por causa da minha arrogância e estupidez.
Ganhei amigos novos, os quais eu não trato como merecem por causa da minha arrogância e estupidez.

Meu modo de ver o mundo é cada vez mais egocêntrico e pessimista. Qualquer espécie de auto-afirmação e faz sentir enojado, inclusive essas que eu mesmo escrevo. As pessoas, todas tão medíocres, querendo se fazerem especiais.
É isso, não é aquilo, blá blá blá. É tudo tão besta.

E cada vez mais e mais eu me sinto só como uma parte da grande massa. Cada vez mais e mais eu passo a desconfiar dos meus supostos talentos, cada vez mais eu me sinto mais isolado, mais ilhado. Nada de especial, só mais um.

De novo eu me conformo com a situação e creio poder levá-la exatamente como é para os próximos passos.
Cada vez eu sinto ambas minha mente e alma mais e mais vazias e cansadas.
E é assim que tem que ser, pois eu me criei assim. Eu não vou mudar pois eu me criei assim. E eu não quero a sua opinião também, porque eu me criei assim.

Outro dia eu parei pra pensar, "como você se vê daqui dez anos?", exatamente como eles fazem nalgumas entrevistas de emprego.
E foi seguindo essa linha do que eu estou me tornando que eu me vi no futuro.

Vinte e oito anos. Alguns sinais de velhice prematura, careca, rugas e olheiras. O cabelo, que já está ralo, é bem cortado e fixado com gel (aquela maneira que eu sempre odiei). Não sorri, não se expressa, não tem imaginação. Não tem brilho nos olhos.

Mora sozinho num apartamento de dois cômodos. Não tem companheiros, animais de estimação nem nada, o egoísmo talvez não permitisse, talvez fosse simplesmente o medo de perder que o fez se afastar de todos.

Vai para o trabalho cedo. Não conversa com muitas pessoas além dos colegas. Não faz o que gosta - faz o que sabe fazer.
Almoça sozinho. Os colegas não o chamam para o happy-hour. Não gosta de beber, muito menos de sair.
O contato com as pessoas é desagradavel. Prefere ir para casa e se fechar até o próximo dia. Não vê os velhos amigos, não vê a familia. E continua assim, dia após dia, apenas existindo.

E o pior, parece gostar disso.
Não que ele esteja sorrindo - ele não faz isso com muita frequencia - mas ele aproveita.
O contato pareceu cada vez menos necessário, talvez até de certa forma dispensável.
A distância que ele sempre quis ele alcançou. A solidão independente, também. A consistência da rotina, que ele sempre preferiu, agora é soberana.

Nada de diferente acontece.
E é isso mesmo que ele quer.
E cada vez eu tenho menos medo de que meu futuro realmente seja assim.
A cada diz que se passa eu me decepciono mais e mais, e não por não tentar, pois quanto mais eu tento mais eu me decepciono.
Qualquer tentativa minha é falha, acaba por não terminar, acaba decepcionando a mim e a outras pessoas.
Quanto mais eu tento ser humano, mais eu tenho medo do ser humano. E creio que vou acabar cada vez menos humano. De uma forma que vive a simplesmente uma forma que existe.

E realmente, não me parece tão ruim assim.

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Talvez eu esteja over-reagindo, mas que seja. Todo mundo tem que ter alguns momentos para 'cair na real'. Eu mesmo fiquei em dúvida se devia ter publicado isso ou não, mas achei que devia pois estaria sentindo um peso a menos sobre meus ombros.
De qualquer forma, como eu não quero conversar sobre o assunto, os comments vão ficar bloqueados e tentativas de tocar no assunto serão respondidas com o código ameixa. Insistências serão respondidas rispidamente. Bla bla bla.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Avon

"Avon" ao contrário é "Nova".
Ou seja, Avon é o contrário de nova - Velha.

O que denota o público-alvo primário da Avon - as velhas!

Por isso a Avon faz produtos cosméticos e maquiagens e etc: para as velhas se sentirem/parecerem mais novas.

Oh my gosh this is sooo clear.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Coletânea de sub-pensamentos nº 13

A coletânea anterior foi renomeada pra Coletânea de sub-pensamentos nº uma Dúzia. Porque sim.

  1. Pastel que é o advérbio.
  2. Feijoada de Sukita
  3. Uma coisa ruim em ser homem é que você nunca vai ser a esposa de ninguém.
  4. HP Lexmark Samsung Series
  5. Que bom que amanhã não é hoje. Não?...
  6. Células mortas não vão me acalmar
  7. Poucas são as escovas que me entendem.
  8. Manicure salva a relação.
¹ Na música é "conquistar", mas enfim,

Horário de Provas

Em vídeo porque eu sou apelão. q


video

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Voltando a postar?

Se algum dia você começar a escrever um blog e acabar abandonando-o por um bom tempo, mas por algum motivo resolver voltar, siga a seguinte dica:

VOLTE A POSTAR NORMALMENTE COMO SE NUNCA TIVESSE ABANDONADO O BLOG.

Porque, bem, todos os blogs em condições semelhantes que eu conheci marcavam o retorno após a seca com um aviso "oi ainda não larguei esse blog de vez hein rs agora vou voltar a postar com mais frequencia" - que era seguido de nova seca e posterior abandono definitivo do blog.

Seilá, depois de tanto tempo blogando acho que eu vejo os blogs meio que como animais de estimação que não devem ser abandonados ou algo assim. '-'

Well, whatever.

PS: isso não se aplica só a blogs mas também a contas em forum, sites de colaboração, comunidades do orkut, Tumblrs, Forumsprings, qualquer coisa do tipo. Exceto twitter, eu acho.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Vai comer Linguiça

Tive um sonho ridículo e resolvi escrever como se fosse uma fábula.
Não me atrevo a chamar de poesia.

Eis que o sonho começa incerto,
O cenário é um deserto.
E eu sou o herói de um jogo,
Um espadachim com poder de fogo.

Os meus inimigos são lendários,
Gigantes e aterrorizantes.
Mas também são muito otários,
Como se não pensassem antes.

A cada um que me atacava,
Eu defendia e revidava
Como todo bom soldado
E jogador com sorte no dado.

Com o monstro derrotado,
Ganhava pontos de experiência
E meu corpo era recuperado,
O que era mais do que uma exigência:

Uma barra de HP
Não era suficiente para deter
Mais do que um monstro ou dois,
Eu cairia por terra depois!

Mas eram muitas as tropas
Mais do que eu podia contar:
Eis que uma dupla veio me atacar
E eram gigantes sem roupas!

O minotauro era um deles
Mas achava que era um porco
O outro era um frango reles
E sua arma um osso oco.

Os dois juntos derrotei
Com uma habilidade minha
E a surpresa foi que ganhei
Uma linguiça e uma coxinha.

O minotauro, mesmo no chão
Falou comigo então:
Qual das duas é a sua escolha?

Eu disse que preferia folha
E que carnes não comia
Mas o touro insistia:

"Deves escolher esse ou aquele
Ou não escolheras nenhum!
O que veio de mim ou que veio dele."
Mas meu argumento foi só um:

"Escute aqui amigo,
Você deve estar zoando comigo!
Me desculpe a desfeita,
Mas você sabe do que a linguiça é feita?"

"Linguiça é de fato nojenta,
Mas é comida que alimenta.
Se não aceitares a pedida,
Acabarão seus pontos de vida,

Se não comeres a coxinha
Também não poderás prosseguir:
Não aguentarás na rinha
E seu sangue irá sumir."

Achei estranha a proposta
De ter que comer para me recuperar
Mas ignorando esse monte de bosta
Resolvi me retirar.

Não recuperei meus pontos de vida,
E morri com um pisão.
Acordei de supetão,
Com a garganta ardida.

Moral da história: é difícil ser vegetariano numa batalha épica em cenário medieval. Elfo não conta.

domingo, 7 de novembro de 2010

Está Tudo Aqui

Qjn: "Vô, já comeu a comida da prisão?"
Vô: "Não, mas dizem que é cinco vezes superior à comida de operário."
Max: "Eu já comi a comida de escola pública."
Qjn: "É quase igual"
Riariaria.


Meu avô já estava doente há alguns meses. Complicações com o pulmão, costela quebrada, teve um AVC, coisas do tipo.

Mas desde então, a família toda ajudou para cuidar dele como pode, em casa, levando nos hospitais, fisioterapia e etc. Meus tios que o digam pois reformularam toda sua rotina para poder cuidar do vô.
Nós, no escritório que leva o nome dele, também nos desdobramos o possível para preencher a lacuna deixada por ele.

No começo foi complicado, pois ele estava sofrendo muito. Após algumas seções de UTI ele ficou mentalmente confuso. Começou a misturar as fases da vida e a realidade com a imaginação. Uma vez quando visitei ele no hospital para a "troca de turnos"entre meu pai e minha tia ele me disse (mesmo estando meio maluco) apontando para a própria testa:

"Está tudo aqui"

Eu não sei porque mas não sai mais da minha cabeça.
No começo eu encarei meio que com tom de piada, mas não é mais bem assim.

Ultima quarta-feira, volta do feriado de Finados (coincidência?...) eu senti meio que uma inspiração pra me esforçar mais no escritório.
Pedi um esclarecimento pro meu pai de uma função que eu sempre me confundia e fiz duas horas extras, só porque sim.
Enquanto isso, meus tios iam com o vô para o hospital para um procedimento de rotina no pulmão - aparentemente iam remover de vez a ferida que estava incomodando tanto.

"Mais um mês de fisioterapia e eu volto pro trabalho", ele estava convicto.

Todos estávamos convictos. Meu pai já planejava reformular o escritório caso o vô precisasse usar a cadeira de rodas, todos os colegas mandavam lembranças e perguntavam dele o tempo todo. E a resposta não podia ser diferente. "Está melhorando" (mimimi it's getting better...)

Mas, no meio da preparação para a operação, ele perdeu a luta.

Cheguei em casa depois de pegar um ônibus quase vazio e trocar um papo furado com a Gabisteca que estava voltando do curso, coincidentemente pelo mesmo ônibus.

Nada mais normal, nada fora dos conformes. Entro no meu quarto e tiro os edredons que sobraram do ultimo sleep-over que eu tivera preguiça de arrumar. Vou pro corredor, que a luz do meu quarto estava queimada.

E vejo a minha irmã no telefone, chorando pesadamente.

"O vô morreu".

-~-~-~-~-~-~-~-~~-~

José Fernandes - Zezinho Despachante

07/07/1939 a 03/11/2010

Está tudo aqui, amigo. Incluse você.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Coletânea de sub-pensamentos nº Uma Dúzia

É, tá ruim de pensar em qualquer coisa pra postar.

  1. Vocês e seus bigodes indianos!
  2. Algumas pessoas não sabem nem como conversar com o fermento
  3. Na minha época, os deuses egípcios eram mais rígidos
  4. Ando olhando pro chão pra não perder minha auto-estima de vista. (emomento detected)
  5. Homem não presta, inclusive aqueles que não tem nada a ver.
  6. Uma obra da engenharia tão complexa que não faz o menor sentido (os canos que dão suporte ao interior dos ônibus)
  7. Levanto for good ou durmo so bad?
  8. Mais gratificante do que queijo gratinado

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Auto Log

Fiquei com sono, liguei o gravador do celular e fui falando.
Tentem fazer isso em casa :)

O AVC esquêmico. Acidente Vascular Cerebral esquêmico. Esquemicular, esquemático, Fantasmático, fantasma, Acidente Vascular Fantasma esquêmico, esquema fantasma cerebral de marshmellow fantasma, fantasma da Tailândia, Bangcoc; batatas voadoras de Bangcoc da Tailândia, Fanta Tailândia, Fanta Laranja Tailândia, Fanta Laranja da Tailândia, com tangerina.
Fanta Laranja da Tailândia com tangerina esquêmica. Esquema fantasma audio-vascular cerebral com tangerina da Tailândia, a Tailândia das Batatas tailandesas de Bangcoc, na Tailândia.

Viva a Tailândia. Vamos apreciar a culinária tailandesa. Tailândia, quarenta e nove prostitutas tailandesas. Quarenta e nove exercícios de Português.
Quarenta e nove exercícios da Tailândia.
Tailândia, Tai, Tai do Digimon, Digimon Tamers, Bafo de Pimenta no Tai, porque o Tai tem o Brasão da Coragem do Tai, Tai Tai Tai, Tai Tai Tai Tai (imitando a intro de Smoke on the Water), tudo deve se dirigir a um mundo novo, um mundo novo de aventuras, Pokémon Johto, um mundo novo, um novo mundo, deus do Novo Mundo, I AM KIRAAAA

O filho de João na contagem regressiva final das batatas, batatas e saladas, saladas salgadas, o João é o João Grandão, grandão, grandinho, pequeno, batatas pequenas, batatas grandes, grandes batatas pequenas, batatas Pringles, com Pepsi, Batatas Pringles com Pepsi-cola, guerra de batatas, batatas voadoras [gravação não distinguivel porque o K-2 gritou alguma coisa sobre filhos] batatas recheadas preparadas com Pringles e Pepsi, Pepsi-cola, Cola Tenaz, cola Superbonder, Superbonder, James Bond, James Bonder, James Bonder Coca-cola James Bonder Pepsi.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Coletânea de sub-pensamentos nº 11

  1. Trabalho de escola temperado com vinagre e ódio
  2. De repente algarismos parecem tão apetitosos...
  3. Salário mínimo é que nem Ruffles, *nessa hora eu acordei e a frase ficou sem conclusão*
  4. O tempo tem tanto tempo quanto o doce de batata doce.
  5. Fronhas de travesseiro voam pelo espaço como unicórnios assustadores (pré-sono)
  6. Suéter de éter
  7. Ranho é reciclável?
  8. Essa mostarda reina absoluta no reino das mostardas

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Gotas de Sangue

Outra historinha da minha infância que eu nem sei se é verdade ou não e em outro post eu explico o porquê :B

Uma vez minha familia (os adultos) foram no cemitério para o velório/enterro de alguém.
Não sei quem era, mas isso não interessa, enfim.

Quando eles voltaram, tinha umas gotas rubras no em cima do carro que pareciam muito gotas de sangue. Me perguntei o que seriam, se seriam sangue mesmo, etc (nunca tinha visitado um cemitério antes então comecei a imaginar coisas, claro)

Então resolvi acabar com o mistérioe fui perguntar pro meu avô.

"Vô, o que são essas gotas no carro?"
"Um vampiro passou voando por cima da gente e babou sangue no capô."

Ah, claro, era um vampiro! Isso explica tudo! SE VOCÊ TEM OITO ANOS E IMAGINAÇÃO FÉRTIL.

Outro dia eu lembrei desse episódio e agora sabendo que vampiros não existem e supondo que existem eles não voam por cima de carros em velórios realizados de dia, eu fico me perguntando o que seriam aquelas gotas rubras no capô do carro.

Bom, pode ter sido um urubu ou outro animal carniceiro, suponho. Ou alguma fruta silvestre. Ou o vô fez de propósito só pra sacanear.


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Esse aparelho deve estar quebrado

Por alguma merda de motivo obscuro e misterioso, o meu contador de visitas resetou.

Lá se vai a vitória do mais de oito mil.

Não é justo D:

A propósito, projeto "passar o feriado prolongado sem mover um músculo" indo com sucesso.

Já tenho mais dois Digimon no Ultimate rs

-~-~-~-~-~

EDIT: problema do contado resolvido, só precisei criar outro começando do 8010. Rs.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Diagrama de Humor e Vontade do Quejinho nos Tempos Atuais

Bem, não ando nos meus melhores dias.
Normalmente a minha vontade é resumida a isso aqui (click to enlarge) :

Nota cultural nº 01: "Digimon" é a abreviação de "Digital Monsters" e por estar no plural, em rigor não é pluralizada (?) de novo
Nota cultural nº 02: meus desenhos legais são esses e não esse rabisco aí

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Capelo o Estudante Magic

Uma mágica com cartas encenada na escola pelo Capelo.

Com TODOS OS IMPREVISTOS POSSÍVEIS QUE PODERIAM TER ACONTECIDO DURANTE UMA GRAVAÇÃOZINHA RÁPIDA (inclusive tia chata gritando no finale)


video

Faltou só aparecer uma lhama na sala

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Windows

(Pensando sozinho)

"Hm, os Windows eram legais antes porque toda vez que eles eram atualizados eles ficavam mais legais, faceis e intuitivos de usar, mexer, fuçar e tudo. O 98 foi melhor que o 95, o ME melhor que o 98, o XP melhor que o ME... mas o Vista e o 7 sairam completamente da linha, não parecem mais serem Windows e sim outro sistema operacional. De fato são muito bonitos, mas tão estranhos, pouco intuitivos e confusos, com problemas de incompatibilidade e todas essas coisas.

Aposto que Jesus usava Linux."

Claro.

Coletânea de sub-pensamentos nº 10


  1. Le Parkour deve ser muito melhor com limão.
  2. People change like jelly-mold¹
  3. Não senti cheiro porque eu tava de fone.
  4. Experiência extrasensorial envolvendo ovo
  5. Carreiras comerciais cosmopolitas
  6. Catupiry Spirit
  7. Os japoneses devem pensar em kanji.
  8. Bom é tomate seco com Pokémon Lendário
¹ Jelly-mold são aqueles protetores genitais que eles usam em "Laranja Mecânica"

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ô, sumido!

Andando rapidão, olhando pra baixo por causa do sol alto. Tinha que chegar logo lá se não ia estourar o horário e os documentos poderiam não sair. E os clientes iriam ligar reclamando, apesar de ainda não ter nem dado o prazo de entrega. Aquele saco.

- Ô, sumido!

Eu paro e me viro. Um rapaz pouco mais alto que eu (baixinho, diga-se de passagem), com um sorriso largo, faltando alguns dentes. Roupas remendadas, parecendo ser pobre. Meio maluco provavelmente. Carregava uma mala cheia de embalagens de graxa para sapato.

- Lembra de mim não?
- Não.

Desculpa a frieza, moço. Eu estava com pressa

- Eu trabalhava na feira.
- Feira?
- É, aqui - ele apontou uma rua adiante. Bom, a única feira que eu frequento é a perto da escola às quintas. E até onde eu saiba, não tem feira aqui no centro da cidade. Ok, ele é maluco sim.
- Eu vinha de quinta e sexta.

Ah, de sexta. É, não sou quem ele pensa mesmo.

- Agora tô trabalhando "aqui" e...
- Dá licensa, moço, tenho pressa. Você deve estar me confundindo com outra pessoa.

Sai, continuei meu caminho, etc.
Na volta ele está ainda ali, a poucos metros da posição inicial.
Não quero discutir com alguém que eu nunca vi antes e que provavelmente está criando sua própria realidade.

- E aí Cabelo! Lembrou?
- Não.
- ...

-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Ultimamente eu realmente tenho sentido muita vontade de cagar. O tempo todo. Parece tão mais interessante do que o que quer que eu esteja fazendo...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ainda que eu falasse

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor
Eu seria apenas uma forma de vida baseada em carbono com massa encefálica desenvolvida, polegar opositor presente, 46 cromossomos e poliglota.

'-'

sábado, 18 de setembro de 2010

Fatos Cabeludos

Aula de Portugês serve pra que né? Pra escrever posts pro blog, duuuuh.

Eis alguns "fatos" que eu percebi deixando meu cabelo crescer e convivendo/reparando em pessoas que têm cabelo comprido. Detalhe: os homens.

Se você é homem e usa cabelo comprido ou um pouco longo que seja você vai concordar com a maioria das seguintes situações:

  1. Se você é o único cabeludo da turma e não tem um apelido pré-estabelecido, seu apelido vai ser CABELO. Tipo o Capelo (era Cabelo antes, sabia?) e o Cabelo da turma do mu pai e aposto que o Cabelo da sua turma também. O Cabelo, lembra dele?
  2. Se seu cabelo é bagunçado, ainda não tão longo, e você usa óculos, vão te comparar ao Harry Potter.
  3. Se na mesma situação seu cabelo for longo vão te comparar ao John Lennon.
  4. Se você usa cabelo longo e barba vão te chamar de Jesus.
  5. Se você está deixando o cabelo crescer e anda com amigos que estão deixando o cabelo crescer vão comparar o grupo aos Beatles.
  6. Se você usa franja alguém vai te taxar de emo. Não interessa se a sua franja é à la Beatles ou Ramones, algum sem cultura vai falar que é emo. Esse fato não se aplica se o seu cabelo for cacheado/bagunçado/encaracolado, porque afinal emo não sai sem chapinha.
  7. É possível que te chamem de Jesus enquanto na verdade você parece o John Lennon. Ou vice-versa, sabe, um é mais famoso que o outro
  8. É possível que você se encaixe em mais de um tópico e pareça várias pessoas ao mesmo tempo. Mas ninguém vai te chamar de Harry Lennon Cristo.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

42 Coisas que Eu Aprendi Escrevendo um Blog

Só porque 42 é simbólico :P (mentira, foi acidental xD o 36º item também) D:
  1. Seu apelido do Ensino Médio tem altas chances de estar no nome do seu primeiro blog
  2. Escrever a vida toda alternando entre quatro cores numa ordem predefinida não garante que você decore essa ordem
  3. Desenhar banners e botões é mais chato do que parece
  4. Mudar o banner com frequência realmente PARECIA uma boa idéia
  5. Anotar todos os sub-pensamentos que você tem faz eles parecerem monótonos depois de um tempo
  6. Eu não sei tantas receitas de miojo quanto eu pensava (só pra constar que eu não postei todas)
  7. Escrever um blog não necessariamente melhora sua capacidade em aulas de redação e afins
  8. Escrever em blog é muito mais legal do que fazer lição de casa
  9. Realmente anotar seus sonhos pode te trazer retornos
  10. Manter um blog com pelo menos um post por semana é realmente fácil. Não sei porque todo mundo desiste.
  11. Sempre que você administra/participa de mais de um blog, você não mexe nos outros tanto quanto no seu favorito. (Vou decidir o que faço com o Katakanizando ainda esse ano, juro. Quanto ao DnB, tenho post planejado, só que ainda não escrevi)
  12. Fazer listas assim é um porre porque você sempre esquece algum item
  13. Graças a Deus os posts são editáveis
  14. Manga com leite não mata
  15. Coco com leite tem gosto de iogurte
  16. E não se toma morango com leite num rodízio de pizza
  17. Geralmente quando você escreve uma lista dessas e vai ler depois de um tempo considerável você provavelmente ja vai ter mudado sua opinião em relação ao tempo em que você escreveu tal lista. (Olha essa, se você me conhece vai perceber uma queda de 136% nos meus níveis de otimismo e afins)
  18. Blogger owna Twitter (Minha opinião, claro.)
  19. A conta do blogger é vinculada à conta do Google. Mas ainda assim gente que tem Orkut comenta como anônimo. (Nada contra, é só um fato)
  20. Uma XatBox não atrai mais leitores.
  21. O contador de visitas conta as visitas do administrador do blog também.
  22. Eventualmente aparecem pessoas que você realmente não conhece no seu blog (no XatBox, seguidores ou comentários) que lêem porque gostam do que você escreve. Legal.
  23. Nem sempre as pessoas comentam no seu blog e isso não quer dizer que não lêem (obs: me corrijam se esse verbo estiver errado plz)
  24. Por mais certo que você escreva ou tente escrever (apesar de estar em um domínio de internet que não é nem comercial) alguém vai notar seus erros de português.
  25. Comentar no blog de alguém não te faz necessariamente receber um comentário em troca.
  26. As pessoas enxem o saco sobre quererem comentários.
  27. Fazer enquetes é uma ótima forma de contar quantas pessoas visitaram seu blog desde a ultima enquete.
  28. Tirar fotos na cozinha com câmera VGA dá fail
  29. Filmar coisas com câmera VGA dá fail também mas o blogger lê e nem fica tão ruim assim.
  30. Você nota que seu celular tem câmera VGA e você não faz idéia do que VGA quer dizer.
  31. Eu não gosto de mudanças e eu não apliquei nenhum layout novo mesmo que o Blogger insista que eu mude porque meu layout é ultrapassado.
  32. Eu sempre sinto que essas listas tem uma divisão bem clara tipo Antigo e Novo Testamento
  33. Escrever poesia e crônica é muito melhor quando ela sai naturalmente.
  34. Escrever um blog é legal quando você faz porque gosta, não pra agradar os outros. É cafona mas é verdade.
  35. Blog é um ótimo lugar pra desabafar etc
  36. Perdi O Jogo
  37. Pensamentos atraem pensamentos, por isso pensar é legal. O problema é que as vezes você acaba pensando demais.
  38. Escrever as coisas com ponto final te faz parecer sério ou arrogante.
  39. Não colocar ponto final faz parecer que você tem ainda mais o que dizer
  40. É bom desligar o Wide do monitor antes de desenhar porque se não as coisas ficam achatadas (experiência com banners)
  41. Nunca sei como concluir listas.
  42. Aliás nunca sei concluir nada!

Coletânea de sub-pensamentos nº 09

  1. Gel-política.
  2. Quem foi o gênio que resolveu colocar o miojo na sessão de massas?
  3. Tofu até que é bom, o problema é que é muito ruim
  4. Drama social de ordem ilegítima
  5. Malditos pronomes recessivos.
  6. Pessoas são como girassóis. Só que mais chatas.
  7. Sol, Terra, tudo não passa de uma grande salada.
  8. O céu parece mais azul de dia...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Eu devia ter acordado

Essa noite eu sonhei que estava desenhando.

É.

xD

E não só desenhando como também escrevi um poeminha de três estrofes, e repeti ele duas vezes depois.

Mas não, tava um frio muito gostoso pra eu acordar e anotar. Poxa D=

Enfim, o que eu desenhei exatamente no sonho? Bom, nem eu lembro exatamente, mas era uma ilustração rabiscada num caderno de escola. Vários personagens aleatórios dependurados um no outro, meio que nem no encerramento de Durarara! só que no caso, era uma dependuração mais perigosa, do tipo "vamos cair em um penhasco".
Eis que o ultimo personagem, o mais próximo de cair, era um dos meus originais, o Rinkashi. Então, o Rinkashi começou a inspirar o poeminha, que eu ia escrevendo em balões de fala como se fosse uma criação dele. Foram três estrofes (como eu já disse) cada uma em um balão.


E bom, eu só lembro da primeira, que ficou mais ou menos assim:

"Como em toda história Shōnen¹
Trabalho em equipe é ensinado
Mostre que aprendeu a lição também
E salve todo mundo que está pendurado"

É, ficou bobo. Mas escrito inconscientemente tá valendo.

O próximo verso falava alguma coisa sobre como Rinkashi planejou começar a salvação erguendo as próprias pernas; o terceiro verso contava como todos colaboraram e a coisa deu certo.

Pena que meu celular tava carregando, acho que eu podia ter anotado nele mesmo.

¹Shōnen são os mangá (quadrinhos japoneses) direcionados aos garotos em idade escolar/adolescente, e sempre trazem lições como trabalho em equipe e perserverança por trás de um monte de pancadaria. Resumindo. xD

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Não adianta

tentar conversar sobre dobras dimensionais e mudanças abruptas no esquema geral das coisas com atendentes de banco cinquentenárias.

Prove. '-'


sábado, 4 de setembro de 2010

Não tem Pepsi?

"Então me dá uma Coca mesmo!"

...ainda não acredito que eu disse isso mesmo xD

Ah, eu gosto de Pepsi.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Uma auto-análise do Maravilhoso Mundo dos Sonhos

Sempre dizem em livretos e revistas de sonhos que é legal você anotar seus sonhos de forma a acabar entendendo certos 'padrões' que seu subconsciente cria. Eu nunca prestei muita atenção nisso de qualquer jeito - eu só escrevo meus sonhos porque acho legal - mas hoje no banheiro eu acabei percebendo alguns padrões bem frequentes nos meus sonhos.

E esses padrões se relacionam diretamente ao papel que meus amigos interpretam nos sonhos.

Devo reforçar que não têm uma relação direta com os amigos em si, apesar de terem alguma semelhança baseada na realidade.
Deixa eu explicar. Vou começar por mim mesmo porque eu sou o mais bonito o blog é meu.

EU - a Incerteza
Não que eu seja muito inseguro, mas o fato é que eu sou muito inseguro.
Assim como na realidade, nos sonhos eu sou jogado em situações que não fazem o menor sentido pra mim e eu sou obrigado a lidar com elas - ou pelo menos tentar, porque na maioria das vezes as situações terminam inacabadas e fazendo ainda menos sentido do que no início do sonho...
Exemplos: qualquer um.

Capelo - a Certeza
Nos sonhos o Capelo aparece como o exato oposto da minha personagem. Ele não só tem certeza de tudo como sempre compreende a razão óbvia por trás de todas as lógicas ilógicas dos meus sonhos - e tudo natural e simplesmente, como uma criança faria. O problema é que, na maioria das vezes, não faz nada, permanecendo passivo, e cabe a mim tomar as decisões mesmo não entendendo nada.
Exemplos:
S. do Helicoptero
S. do Mercado

K-2 - o Caos
Simplesmente, o caos - puro e generalizado. O K-2 só aparece nos meus sonhos para fazer as coisas darem errado, não funcionarem ou funcionarem ao contrário; e o pior, sem o menor motivo aparente - ele aparece de repente, causa, e é isso - e quando não faz algo assim simplesmente não faz nada mais.
Eu entendo que, desta forma, o personagem do K-2 só está lá para mostrar a realidade irreal que é possível no mundo dos sonhos, e que nem tudo é o que parece ser.
Exemplos:
S. do Helicoptero
S. do Mercado

(É, os mesmos o3o)

Pato - a Ordem
Contrastando com o K-2, o Pato - que tem aparecido pouco nos meus sonhos justamente por representar o que FALTA neles - a Ordem.
Sempre que o Pato aparece, desempenha um papel de segurança, o cara que sabe o que está fazendo e só quer ajudar, ou que sabe o que é bom ou legal - apesar de seus conselhos nem sempre darem certo, porque não são tão certeiros como o do Capelo, por exemplo.
Serve como uma figura mediana entre os outros dois: um que sabe tudo e não faz nada, e o outro que não sabe de nada mas faz mesmo assim.
S. do Futuro
S. do Shopping

Conclusão
Vamos fazer uma festa, oe