sexta-feira, 28 de maio de 2010

Analisando a Juventude Moderna

"P*ta falta de sacanagem. Restart não presta mais Vou xingar muito no Twitter."

Bem, hoje antes da aula eu peguei essas célebres sentenças que estão no rigor da moda da depreciação emocore para uma rápida análise da juventude moderna que não deixa de ir mais e mais baixo.

Comecemos.

P*ta falta de sacanagem!
Ah, a frase mais conhecida dentre as outras sentenças. Analisemos o nível dela em relação à jovem pronunciadora de tal.
Podemos notar que ela se confundiu entre "Falta de (alguma coisa, suponho que 'respeito' seja uma palavra válida)" e "sacanagem" (sem falta de nada), mas não; nota-se que a infante misturou as duas sentenças de forma pensada e imbecil. Foi por causa da emoção do momento? Não, acho que falta de neurônios mesmo. Afinal a juventude de hoje em dia não utiliza muito mais do que seis neurônios, para falar, andar, respirar e decorar letras idiotas que exigem apenas um neurônio (ou dois, no caso de uma música em inglês por exemplo). A emoção só ocupou apenas mais um neurônio, o que provavelmente desequilibrou a noção idiomática da jovem. É.

Restart não presta mais.
Não presta mais, nem menos, nunca prestou desde o começo, na verdade. É uma bandinha ridícula com música ridícula (tem duas guitarras mas não tem solo, olha só), letras idiotas e vazias com rimas asquerosas e essa quel toda, mas não é esse o ponto.
Tá bom, eles iam dar um show (se é que assim podem ser chamados). Ok, até aí tudo bem. Daí cancelaram o show em cima da hora. Perfeito, marketing negativo pra eles (uma banda dessas que só vive de marketing... acho que se ferraram bonito). Chatearam e perderam seus fãs mas, iam perder de qualquer jeito cedo ou tarde. Reparem que a criança ou seilá quem diz "não presta mais." Uau, então antes prestava? Err... eu acho que não. :)
E não acho que a música deles muda depois de furarem um 'show'. Ou vai, já que essas bandas mudam que nem humor de mulher.
De qualquer jeito, foi só um detalhe pra não gostarem mais. Essa dita juventude muda de opinião mais do que de roupa, não têm a menor consistência. Restart não ia 'prestar mais' cedo ou tarde, logo que a modinha passasse.

Vou xingar muito no Twitter.
Oh really? Vai, xinga lá pô.
Grande porcaria, como se o Twitter de qualquer pessoa tivesse realmente uma relevância que pudesse ser considerada.
A juventude de hoje considera a Internet como um meio de comunicação e exposição de idéias que seja COMPLETAMENTE VÁLIDO e SUPER-EFETIVO, uma coisa que eu completamente NÃO ENTENDO. Quer xingar alguém? Taca no Orkut, tweeta, que todo mundo vai ficar sabendo. Faz Fotolog, faz Blog, que todo mundo vai prestar atenção em você. Vai lá pirralho, a Internet é um oceano inteiro de informações e as pessoas não passam de... hmm... (ia dizer peixes, depois gotas, mas deixa pra lá).
Enfim, olha só pra esse post. Tá olhando? Pois bem, não acho que qualquer membro do Restart ou qualquer fã ou ex-fã vá acabar chegando a ele pra saber minha opinião. E se chegar, duvido que vão se calçar nela. A diferença é que eu tenho consciência disso... se não tivesse eu tava xingando muito no Twitter. Haha.

Conclusão
Com mais batatas o purê fica mais volumoso.

3 comentários:

Oki (Max) disse...

Todos amamos batatas!!!

Pedro d'Arc disse...

verdade^

batata batata batata

acho um puta falta de sacanagem naun ter batata nesse post Ù_Ú

Bruno/K-2 disse...

Os fãs nem gostam da banda pcausa da música, eh pcausa da moda e da "curtição" nos "shows", assim basta um inconveniente e a banda "não presta mais", ou melhor, eles, mesmo com seu número limitados de neurônios, percebem que ela NUNCA PRESTOU.

"Eu gosto de batata." -trem malok