quarta-feira, 10 de março de 2010

Respostas Brandas

Voltando pra casa a pé, comecei a pensar no assunto e resolvi escrever sobre.

Bem, eu já me peguei muitas vezes respondendo às pessoas de um jeito que eu resolvi chamar de "respostas brandas". Não fui o inventor do uso delas em si, mas até alguém resolver dar um nome oficial eu vou chamar assim e pronto. ^^b

Ok, o que seriam essas "respostas brandas"?
É quando você responde diretamente a uma pessoa apenas a informação necessária que a pergunta veicula, ignorando as variáveis que viriam a ser subentendidas dependendo do contexto, no entanto fazendo-o brandamente (de forma simpática).

Deu pra entender?
Espero que não tenha, porque eu compliquei a definição o máximo possível. :D

Bem, olhando os exemplos fica bem mais fácil entender.
Sugiro que você leia a pergunta, depois a resposta convencional, e antes de ler a resposta branda, ler a pergunta novamente, pra sentir mais ou menos a brandura da situação.

Antes que você comece: aposto que você já usou uma resposta branda sem saber, só de brincadeira. Quer ver?

Pergunta: Você sabe que horas são?
Resposta Convencional: Sei sim. São X horas e Y minutos.
Resposta Branda: Sei. ^^

Viu só? Esse exemplo acima aposto que todo mundo já usou pelo menos uma vez na vida xD

Tem mais, mas tudo segue na mesma linha.

Pergunta: Cara, você tem uma tesoura?
R. Convencional: Tenho sim, toma ela aqui.
R. Branda: Tenho. ^^

*detalhe pro ponto final e o sorrisinho de dois-chapéus*

Geralmente a resposta branda sai em tom de brincadeira (por isso é branda, eee) e provavelmente fará o perguntador (?) fazer outra pergunta Ou talvez você possa responder a resposta convencional depois da branda, depois de obter o efeito desejado (ou não! Vai que o cara que perguntou as horas não dorme a três dias, aí é bom que você não tenha faltado na aula de capoeira.)

As respostas brandas também funcionam como um modo de, simpaticamente, poupar explicações desnecessárias, inexistentes ou ocultas.

Professora: Fez a lição moleque?
Resposta convencional: Não fiz professora, porque aconteceu isso e aquilo e aquele outro e foi isso.
Resposta Branda: Não. =D

Bem, aí a branditude (brandidade? tanto faz) da resposta vai depender do humor da sua professora. Só não garanto a recuperação de pontos negativos e coisas do tipo porque você não fez a lição, seu vagal.

E, ainda, uma resposta branda não precisa ser necessáriamente pra responder uma pergunta. Tipassim:

Cara: eu levo você até em casa.
Mina: ah, não precisa.
Resposta convencional/resposta esperada número 01: eu sei que não preciso, mas quero te levar mesmo assim por tal e tal motivo.
Resposta convencional/resposta esperada número 02: Ok, vai sozinha então. (maldade xD)
Resposta branda: eu sei. ^^ ~~~ (dá até pra ouvir a brisa porque o ainda-não-casal tá voltando de um rolê e é uma noite fria de outono) ~~~ -q

Hm, é.
Pergunta: Cara, você não vai escrever uma conclusão?
Resposta convencional: Não vou escrver nada por tal e tal motivo.
Resposta branda: não. ^^

Um comentário:

Bruno/K-2 disse...

Nossa, apareceu um postcode mto foda aki!

(exemplo de afirmação "branda")