segunda-feira, 22 de junho de 2009

Crítica - Crepúsculo

Uma crítica sobre Crepúsculo, o best-seller da tia Stephene Meyer que está se popularizando por aqui nos ultimos tempos.

Bom, primeiro eu tenho que agradecer à Juju que emprestou o livro e ao K-2 que me fez ler '3' (brimks xD)

Bom, vamos começar com um resumão para os alienígenas que não conhecem a série:
O livro "Crepúsculo" trata-se de um romance (pra lá de casto...) sobre a garota Bella com o vampiro Edward Cullen. Claro que é uma relação perigosa, e eles se esforçam para continuarem juntos e tudo, e tudo vai bem até... uma hora lá que dá problema, se eu falar é spoiler.

Bem, pra começar, eu vou dizer que o livro é bom.
Sim, não é um livro ruim, se fosse não estaria sendo lido por milhões de pessoas no mundo todo não é?
Mas eu não gostei de alguns pontos particulares.

Bem, o livro é narrado em primeira pessoa, por uma garota, foi escrito por uma garota, e é um romance. Não quero ser machista, mas SIM, é um livro MUITO PRA GAROTA pro meu gosto, eu particularmente não gostei muito por ser bem... de garota.

Ah é, estatísticas provam que a maioria das pessoas que leram o livro eram mulheres/garotas de 13 a 20 anos :B

Outra coisa particular que eu não gostei foi a definição de "vampiro" na série.
Em Crepúsculo, para um vampiro "nascer" ele morre e passa por sensações horríveis. Então, ele "renasce" como uma criatura imortal e perfeita, sem funções vitais nem nada, que se alimenta de sangue (não necessariamente de humanos).
Bom. Eu achei uma definição MUITO limitada. Vampiros em Crepúsculo são criaturas MUITO perfeitas pro meu gosto. São imortais, não se cansam, são superfortes, super-rápidos, super-lindos, alguns tem sentidos especiais, que droga! São tão perfeitas que pra mim ficam até... nojentas. Sem falar que, são poucas as diferenças entre eles. No máximo, alguns só se alimentam de animais, enquanto outros preferam sangue humano, etc.
Depois de conhecer algumas definições mais legais de vampiros (como em A Máscara), meu gosto diminui ainda mais. A autora podia ter trabalhado melhor nisso.

Bom, claro que o fato de eu me parecer com um lobisomem não tem nada a ver com esse ódio profundo por vampiros, lalala.

Agora, outra coisa que me irritou bastante, era exatamente em relação aos vampiros.

A Bella, sempre, SEMPRE que vai se referir ao seu vampiro-perfeitoso Edward, exagera dramaticamente na sua descrição. Sai sempre algo do tipo "então ele me relou com seu dedo comprido branco como mármore que termina de seu braço musculoso de seu corpo perfeito que é onde fica seu rosto lindo que daria inveja ao mais bonito dos anjos." PÔ, depois da terceira palavra você já vomita mano!

Bem, isso é quando a Bella fala. Quando é o Edward que fala é sempre algo do tipo "Não, porque é perigoso você ficar perto de mim, porque eu posso te matar a qualquer momento blablabla"!!!

CARA!!! Só essas encheções enchem 90% do livro!!!

Bom, mas os outro 10% são legais xD

Sério, o livro é legalzinho, mas eu realmente não me senti a fim de ler a sequencia, "Lua Nova".
Apesar de que, nesse livro, são introduzidos os lobisomens (que pra mim são bem mais legais, diga-se de passagem).

Agora, sobre o filme eu nem comento.
A minha irmã alugou e, bem, eu assisti uns cinco minutos.
Assim que eu vi que o Charlie não tinha nem cabelo branco, eu larguei de vez.
Então, não posso criticar já que eu não vi =D mas já posso adiantar que o livro é melhor xD

*Quejinho escreveu e ficou apreensivo com os fãs de Crepúsculo que vão cair matando na crítica*

5 comentários:

CaPeLo disse...

Eu concordo 8D
Sim, só isso.
Postcode: ETSKEREL

Cherry Luur disse...

Eu não posso dizer muita coisa D: *aquela que detesta literatura juvenil*
mas mas, eu concordo [2] o/
(e eu sei que eu vou apanhar de muitas pessoas ;;)

Bruno/K-2 disse...

Lua Nova e Eclipse são bem mais legais pq focam 90% menos no Edward! o/

keh aires disse...

toh quase enjuada de crepusculo taum popularizando demais
:@

Baby* disse...

eu, como defensora oficial, venho me pronunciar. QUE HISTORIA É ESSA QUEIJINHO? meu, realmente, crepusculo é pura enrolação, mas é pra mostrar o quanto ela é fascinada com ele, e o quanto ele se importa com ela. voce tem que, definitivamente, ler os outros pra poder intender, além do que, a Stephanie explica melhor, como cada um se transformou e tudo mais. e é meio de menininha mesmo, mas no 'midnight sun' ou 'sol da meia noite' pros leigos, é a versão do edward, sobre o crepusculo descrito pela bella. vale a pena ler, pena que ainda nao foi acabado. é isso, ;*